Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

reflexo























“Nasci para satisfazer a grande necessidade que eu tinha de mim mesmo.” Jean-Paul Sartre

ousei ver além mar
e encontrei-me perdida
entre o labirinto dos olhos
e a luxúria das carnes

descobri mais que par de nós
entoei hinos em louvor
ao deus Príapo encarnado
despido de tolos pecados

válidos e ávidos os refrões
em gozo ecoavam na pele
cada poro nu, eriçado
era Paris ao som de Piaf

Jean abriu-me os horizontes
e vi-me completa em espelhos
sem sombra, sem ar e rochedos
tive-te em meus dedos

e deixei-te voar

vá meu reflexo aflito
mostrar-se em dissabores
que a tua-minha imagem
há de um dia nos encantar.

3 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Cara, Larissa, bom ver "vida" poética e cultural neste seu espaço! muito me agrada, visitei hoje pela primeira vez - mas, já te sigo, abraço

BLOG DA ASPE disse...

Parabéns, Larissa, por seu excelente blog! Visualmente agradável e poeticamente rico.

Ari disse...

Seu blog tem muita qualidade. Gosto dos textos e dmuito das ilustrações. Parabéns. Vc é poeta de fato. Algo muito raro nos dias de hj. A maioria tem pretensões, vc é de fato. Beijos.