Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de junho de 2009

derradeiro


















finda com o beijo
na testa ou lá
à beira impotente
o desejo que guardava sem mim
morde a fronha e sonha
que decadente!

consuma urgente
meu cheiro de jasmim
e seja encontro
de delicadezas do desamar
que de tanto amar-te,
tonto amar-te,
mar morto, náufrago

e saiba que enjoada, cá
navegarei, navegarei
meio descontente
com o que sobrou

mas, já vai tarde
tarde!

Um comentário:

visaoesentimento disse...

descoberta a tempo nesta tarde.

adorei os textos do seu blog (muito além do que esta frase clichê possa dizer).